Assinatura do contrato com a Caixa leva até 4 meses

Os compradores e vendedores de imóveis que se valem da Caixa Econômica Federal, tem um problema para fechar o negócio: mesmo com o crédito aprovado levam até quatro meses para assinarem o contrato e liberou o valor do financiamento, o que tem inviabilizado vários negócios imobiliários.
A falta de liberação do valor financiado pela Caixa, ocorre por falta de recursos.
Mensalmente a Caixa estabelece o orçamento para os financiamentos imobiliários e interrompe a assinatura dos contratos quando o limite mensal de financiamentos é atingido. Há casos de clientes que tiveram o FGTS retido e não conseguiram liberar o financiamento.
Para a Justiça, a liberação dos financiamentos imobiliários constitui uma prerrogativa do agente financeiro.
Segundo a Caixa, o trabalhador poderia pedir o estorno do saldo retido pelo banco para a conta do FGTS. Todavia, se aconselha que aguarde o mutuário, o prazo de 15 dias para pedir o estorno, visto que neste período pode o valor ser liberado, sendo que após o estorno será necessário realizar um novo processo de saque do FGTS.
Aconselha-se ao mutuário que ainda não obteve a liberação do valor financiado, que faça uma notificação ao banco descrevendo a situação, sendo que esta poderá ser utilizada numa futura ação.
Outra alternativa seria o cliente procurar outro agente financeiro para o financiamento imobiliário.
A legislação vigente não estabelece nenhum prazo para a concessão do financiamento, tendo a instituição financeira a liberalidade para conceder o empréstimo habitacional.