Chile cria reserva na ilha de Páscoa

A atual presidente do Chile, Michelle Bachelet, criou uma reserva marinha de 740.000 quilômetros quadrados em torno da remota Ilha de Páscoa, o que visa proteger dezenas de espécies não encontradas em outro lugar.
A atitude decorre de cinco anos de esforços das organizações ambientais e do povo Rapa Nui da Ilha de Páscoa, famosa pelo isolamento extremo e misteriosas estátuas de pedra conhecidas como Moai.
A criação da Área Marinha Protegida Rapa Nui Rahui restringe a pesca comercial e a mineração subaquática, ao mesmo tempo em que os pescadores artesanais locais continuam com suas embarcações.
Segundo o ministro do Meio Ambiente do Chile, a participação pública leva a uma política melhor com uma conexão mais profunda com os afetados.
Desde 2015 a presidente do Chile havia se comprometido a criar a reserva marinha após um lobby dos residentes locais. Cerca de 73% optaram por aprovar o parque.
O povo Rapa Nui disse que não quer pesca industrial nem mineração no local, preferindo continuar com suas tradições e com a pesca artesanal.
Segundo as organizações ambientais que apoiam a medida, a reserva abrigará muitas espécies ameaçadas globalmente, como o tubarão martelo. Ao mínimo cerca de 142 espécies de peixes na área protegida não são encontradas em nenhum outro local.