Proibição de Diesel em Stuttgart

Um tribunal alemão apoiou a decisão de Stuttgart de banir os carros diesel da cidade, abrindo um precedente contra os fabricantes locais, especialmente a Daimler e a Volkswagen, que trabalhavam para evitar a proibição com atualização dos motores de seus carros, como uma forma alternativa.
O caso começou depois que a Volkswagen admitiu ter violado as regras ambientais com um software ilegal, que manipula os resultados do controle de emissão nos motores diesel EA189. O grupo ambientalista DUH foi ao tribunal alemão em Stuttgart e ingressou com uma ação para que a cidade, que abriga a Porsche e a Mercedes-Benz, bem como de grandes fornecedores, reforce a luta conta a poluição ambiental e proíba a circulação de carros diesel.
Nos dias que os níveis de poluição estão altos, a administração municipal aceitou barrar os carros diesel antigos, mantendo a circulação dos mais recentes.
Diante do caso, a Volkswagen e a Daimler buscaram apoio entre políticos e apresentaram correções para os motores mais antigos, a fim de evitar que a decisão seja imposta na cidade.
O parecer favorável do tribunal será analisado pelo estado de Baden-Württemberg, que tem o poder de decidir se e quando a proibição será imposta.
O DUH pediu vigência para janeiro de 2018.
Cabe ainda um recurso junto ao Tribunal Federativo Alemão, que é a última instância.
Se o estado decidir pela proibição, outras grandes cidades alemãs, como Hamburgo, deverá seguir o mesmo caminho.
A Daimler insiste em defender o diesel, assim como a Mercedes, pois o óleo-combustível ajuda os fabricantes a baixarem os níveis de CO2 de forma geral em sua gama, fazendo com que tenha a média necessária para atender as novas regras ambientais de 2021.
O problema é a emissão de NOx, igualmente prejudicial ao meio ambiente e à saúde humana. A Daimler já convocou um recall de 3 milhões de carros para atualizar o software de gerenciamento ambiental a bordo dos veículos. A Volkswagen, também realizou a atualização dos motores diesel e recentemente viu a Porsche ser obrigada a convocar um novo recall, para os motores diesel V6 3.0 TDI.