Substituição de gás de cozinha por biogás de esterco

Um grupo de pesquisadores da Universidade Federal de Campina Grande – UFCG desenvolveu um equipamento que permite purificar e pressurizar o biogás para armazenamento na zona rural.
A ideia foi apresentada num seminário realizado no Ceará.
O equipamento permite que o biogás  de esterco seja armazenado para gerar uma chama como a do gás de cozinha.
O equipamento criado e patenteado foi feito a partir de um compressor de geladeira adaptado. A vantagem é que o equipamento vai permitir que o pequeno agricultor consiga armazenar o biogás gerado com baixo custo, sendo, ainda, uma fonte de energia renovável.
O biogás é feito com a matéria orgânica (esterco, restos de alimentos, bagaço de cana e outras sobras) que o agricultor, pecuarista, produtor rural tem no campo.
A geração do biogás normalmente é feita pelo biodigestor, mas a pressão do biogás que o biodigestor gera é fraca.
O equipamento criado permite a pressurização do gás, num cilindro de 20 litros e utilizar o biogás como um gás de cozinha.