Cabelo humano ajuda em desastres ambientais

Segundo os cientistas, as sobras de cabelo humano podem ser lançadas no oceano após um derramamento de óleo para ajudar a absorver e reduzir o dano ambiental.
Para os pesquisadores, o cabelo humano pode ser uma alternativa mais barata que os plásticos sintéticos que são usados atualmente para limpar os vazamentos de petróleo.
O cabelo humano é naturalmente absorvente e pode absorver de 3 a 9 vezes o seu peso em óleo, segundo o Dr. Megan Phillips, professor de Biologia Ambiental da Universidade de Tecnologia de Sydney.
Isso explica por que o cabelo humano pode se tornar gorduroso.
Após o derramamento de óleo, as empresas tentam minimizar os danos ambientais causados pelo poluente, liberando grande quantidade de plástico absorvente no local do derramamento.
Existem diferentes materiais que são utilizados na limpeza da poluição.
Grande quantidade deles são produtos sintéticos, notadamente feitos de polipropileno e outros tipos de polímeros plásticos.
Sobras de cabelo são usadas para fazer perucas, mas a maioria acaba em depósitos de lixo, desperdiçadas como absorventes.
O cabelo pode absorver óleo e outros líquidos, pois cada filamento é coberto por fendas e orifícios, por onde entra o óleo.
Pesquisa recente alertou para o impacto devastador que o plástico causa nos oceanos, havendo uma previsão que em 2050 haverá mais plástico do que peixes no mar.
Para os pesquisadores, o cabelo humano é mais adequado para o trabalho do que a lã e o algodão, pois é disponível e possui pouco valor comercial, além do que podem ser reutilizados várias vezes, visto que não perde o seu poder absorvente.